Secretário de Estado da Cultura inaugurou oficialmente o Encontro

IMG_3051

O Secretário de Estado da Cultura, Dr. Jorge Barreto Xavier inaugurou, esta tarde, oficialmente o 1.º Encontro de Literatura Infanto-Juvenil da Lusofonia, que decorre até 7 de Fevereiro, na Fundação “O Século”.

Durante esta visita, o Secretário de Estado da Cultura visitou também a Feira do Livro, que decorre em paralelo com o 1.º Encontro de Literatura Infanto-Juvenil da Lusofonia, nas instalações da Fundação “O Século”, em São Pedro do Estoril.

Neste cerimónia de abertura do 1.º Encontro de Literautura Infanto-Juvenil da Lusofonia estiveram também presentes vários do escritores que participam neste evento.

Ondjaki ( Angola), Carmelinda Gonçalves ( Cabo Verde), Maurício Leite e Adelice Souza ( Brasil) foram alguns dos escritores que fizeram questão de estar presentes na cerimónia.

Feira do Livro espera por si.

Trata-se de uma Feira do Livro temática, grátis e aberta ao público, destinada às famílias, que contará com a presença das Editoras especializadas em literatura infanto-juvenil apresentadas pela Próditatico e pelas Editoras do Grupo Leya. Haverá, também, animação para os mais pequenos, pretendendo criar um ambiente de festa para os mais pequenos à volta do livro e da alegria da leitura.

No recinto da Feira do Livro haverá, ainda, uma banca de venda de livros da Cercica e um espaço para apresentação de livros de outros autores, que queiram apresentar as suas obras.

A Feira do Livro vai estar aberta das 9h30 às 18h30, todos os dias, até 7 de Fevereiro.

Carlos Carreiras na abertura dos debates.

Amanhã, quinta-feira, 5 de Fevereiro, às 10h00, no Auditório Comendador Rui Nabeiro, tem início o ciclo de conferências, no âmbito do Encontro, que contará com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Cascais, Dr. Carlos Carreiras, na sessão de abertura.

Durante dois dias (5 e 6 de Fevereiro), escritores, narradores, ilustradores e especialistas dos diferentes países lusófonos irão debater e reflectir sobre as diferentes temáticas relacionadas com a literatura infanto–juvenil na Lusofonia.

“A que é que chamamos literatura para a infância?”; “A família na educação para a leitura e para a cidadania”; “A ilustração na literatura infanto-juvenil”; “Do grande para o pequenino e do pequenino para o grande”; “ A leitura na formação dos professores”; “A literatura infanto-juvenil brasileira como lugar de cruzamento de culturas diversas”; “Da tradição oral à escrita de autor na áfrica lusófona”; “Edição, circulação, divulgação e mercado na literatura infanto-juvenil da lusofonia”, são os temas que estarão em debate em várias mesas redondas.

Amanhã, quinta-feira, os escritores e narradores participantes no 1.º Encontro de Literatura Infanto-Juvenil prosseguem com as escolas do concelho da Amadora.